Polícia Civil do Estado do Acre

PCAC mantém plantão com agentes no parque de exposições Wilde Viana para atender as famílias afligidas pela alagação

Em um esforço contínuo para garantir a segurança e o bem-estar da população afetada pelas cheias no estado, a Polícia Civil do Acre (PCAC) tem mantido um plantão diário com dois policiais no Parque de Exposições Wilde Viana, em Rio Branco. Este plantão visa atender às necessidades da população abrigada no local, oferecendo suporte para resolver uma variedade de questões, desde pequenos delitos até registros de Boletins de Ocorrência.

Os policiais destacados para o local estão preparados para lidar com uma série de situações, incluindo furtos, extravios, injúrias, calúnias, difamações e outros tipos de delitos de menor gravidade. O atendimento esta sendo realizado desde a última quinta-feira, 29, no prédio da SEJUSP, na entrada principal do parque, das 7h às 20h.

O Delegado-Geral da PCAC, Dr. Henrique Maciel, destacou que estas medidas foram adotadas em parceria com outras instituições, com o objetivo de manter a ordem e a segurança no local, onde se encontram as famílias afetadas pelas cheias. “Esta iniciativa reforça mais uma vez o compromisso do governo do estado em garantir o suporte necessário para aqueles que enfrentam dificuldades devido às condições climáticas adversas”, informou.

O Delegado-Geral ressalta ainda que a presença constante da Polícia Civil no Parque de Exposições Wilde Viana não apenas proporciona um ambiente mais seguro para os desabrigados, mas também fortalece os laços de confiança entre a comunidade e as forças de segurança, promovendo assim um clima de tranquilidade em meio às adversidades enfrentadas durante o período de cheias.

“A Polícia Civil reitera o seu compromisso contínuo em garantir segurança a população do Acre, especialmente durante momentos de crise, como as cheias que assolam a região. A presença dos policiais no Parque de Exposições Wilde Viana representa mais um passo na direção de assegurar que todos os cidadãos tenham acesso à segurança e à justiça, independentemente das circunstâncias”, conclui Henrique Maciel.

Assessoria/ PCAC

contador de visitas blogger